quinta-feira, 12 de abril de 2018

Adeus e um forte abraço!


TEMPOS PARA TODAS AS COISAS;
E CHEGOU O NOSSO TEMPO!

Após três anos de inúmeras publicações, que procuraram contribuir com a divulgação de informações para a categoria bem como sua mobilização em defesa de melhores condições de trabalho, chegamos ao  momento de encerrar nossas atividades, visto que esse canal de comunicação da categoria cumpriu seu papel histórico como uma forma autônoma e independente.

O encerramento das atividades era previsto, e faz-se necessário nesse momento, mesmo entendendo a extrema relevância desta ferramenta de disseminação de informações, mas por concluir que existem entidades representativas nos Estados e nacionalmente que têm entre suas funções precípuas divulgar, denunciar e levar a público o que se passa cotidianamente no INSS à população, aos servidores e aos órgãos de defesa dos(as) trabalhadores(as), neste sentido, comunicar com maior número de pessoas.

Nascido na greve do INSS de 2015, desenvolvido em uma conjuntura da intensificação da retirada de direitos do conjunto dos(as) trabalhadores(as) brasileiros(as), no contexto de extinção do Ministério da Previdência Social, teve como objetivo a democratização da comunicação (VEJA AQUI) como também de aproximar as partes sindicais, gestão, servidores e população para um objetivo comum: a luta pela defesa da Previdência Social, Pública, Justa e Solidária; e para isto usar a comunicação de uma forma democrática, acessível e rápida.
Lindo de se pensar, até fácil de falar, mas difícil de realizar essa proposta de comunicação. Ele passou por três gerações diferentes de voluntários, e hoje chega ao seu fim porque é necessário que outras frentes e grupos também possam fazer esse exercício.

A perspectiva dos voluntários que estiveram na colaboração deste blog é a ampla democratização da comunicação pelos diversos meios disponíveis, a fim de mobilizar os servidores e a população em defesa de seus direitos. E nessa conjuntura de desmonte de direitos sociais historicamente conquistados no país, essa perspectiva se traduz em algumas expectativas:

                     Que experiências como essa se multipliquem em prol da democratização da comunicação e na defesa de direitos da população e dos servidores públicos;

                     Que as entidades representativas dos servidores busquem melhorar a qualidade e as ferramentas de comunicação no sentido defender o serviço público, os servidores e a população; que denunciem o desserviço que estamos vivendo; e que lutem por uma Previdência Social pública, justa e solidária;

                     Que a gestão seja humanizada com a população, próxima aos servidores das Agências da Previdência Social; que melhore a comunicação com os servidores, tornando-a mais célere e eficiente; que os servidores sejam informados sobre mudanças pela gestão e não surpreendidos com novidades pelos segurados; e que dialogue com o meio sindical;

                     Que os servidores entendam que não é possível ficarmos dispersos em tempos de extinção da previdência e mudanças tão profundas no INSS; que não se luta sozinho sem estar organizado e sem a intervenção das entidades da categoria, ademais com o apoio da população que é o maior aliado;

Um forte abraço a todos (as), especialmente aos de Luta.


Voluntários da Comunicação
Comissão de Conteúdo do Blog

Um pouco mais sobre o Nós (...)

quarta-feira, 28 de março de 2018

CGNAD INDICA SUSPENSÃO DOS EFEITOS FINANCEIROS DOS PRÓXIMOS CICLOS DE AVALIAÇÃO DO INSS


12
















Dando continuidade à primeira reunião do Comitê Gestor Nacional de Avaliação de Desempenho (CGNAD) realizada no último dia 7 de março, quando foram apresentadas novas métricas para implementação de novo indicador (RELEMBRE AQUI), os trabalhos do dia 19 de março iniciaram-se com a explanação do diretor da DGP, Alexandre Guimarães, informando ser o prazo fatal para definição do índice pois o INSS estava sob forte pressão do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Controladoria Geral da União (CGU). Nesta reunião, representaram a Fenasps as diretoras Rita de Cássia Assis (SP) e Laurizete Gusmão (DF).

A FENASPS informou que a proposta anteriormente apresentada foi levada à Plenária realizada no dia 11 de março, com mais de 100 representantes de todo o país e recebida com muita preocupação, pois existem realidades diferentes com implantação do INSS Digital: represamento, aposentadoria de servidores e a situação da Superintendência Regional em São Paulo com início de um 'novo' Plano de atendimento com abertura indiscriminada de agenda para benefícios de 30 em 30 minutos, atendimento espontâneo até às 13 horas e previsão dos famigerados Grupos de Trabalho para análise.

Diante da total falta de planejamento do Instituto e a convivência dos dois modelos, processo físico e virtual, bem como impacto negativo no salário, as representantes da Fenasps não aceitaram quaisquer índices que trouxessem prejuízo à categoria.

sexta-feira, 23 de março de 2018

Baixe a PETIÇÃO da ACP da DPU COM PEDIDO DE TUTELA PROVISÓRIA DE URGÊNCIA

A veja petição da DPU, que ajuizou na Justiça Federal, ação civil pública (ACP) com pedido de tutela de urgência perante o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O objetivo é assegurar o agendamento e análise dos benefícios em prazo razoável, bem como o atendimento de forma adequada aos idosos. As pessoas que não têm conhecimento em tecnologia enfrentam dificuldades para acessar a plataforma digital do INSS.

quinta-feira, 22 de março de 2018

DPU propõe ação para sanar dificuldades de atendimento ao público no INSS

Brasília - Com o intuito de sanar dificuldades no atendimento à população em geral, a Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou, na Justiça Federal, ação civil pública (ACP) com pedido de tutela de urgência perante o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O objetivo é assegurar o agendamento e análise dos benefícios em prazo razoável, bem como o atendimento de forma adequada aos idosos. Atualmente, a maior parte dos procedimentos é feita por via eletrônica, desde o agendamento até a obtenção de extratos. As pessoas que não têm conhecimento em tecnologia enfrentam dificuldades para acessar a plataforma digital do INSS.

segunda-feira, 19 de março de 2018

NO SUFOCO PARTE IV: MAIS UM DIA DE SUFOCO NO INSS!!!!


Recebemos dos colegas do Rio Grande do Norte informações do sufoco que estão passando conforme o relato no áudio:

“... gente não tem condições os servidores atender essa quantidade de gente não, e muita gente, o pessoal tá em pé (…) não tem condições”.

sábado, 17 de março de 2018

FENASPS: Contra a terceirização e privatização dos Serviços Públicos e precarização do trabalho dos (as) servidores (as) do INSS!

1A Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhares em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS) é uma entidade criada em 1984, com uma história de luta e defesa da classe trabalhadora independente de raça, gênero, etnia, grau de escolaridade, dentre outros. No contexto atual de desmonte de direitos sociais e das políticas públicas, reafirmamos essa defesa precípua da federação, bem como, a direção de unidade dos (as) trabalhadores (as) para resistência a todos retrocessos dos direitos historicamente conquistados.

quarta-feira, 14 de março de 2018

Ato da CAINSS2016, FENASPS e SINDSEP no Ministério.

O ato hoje contou com as lideranças da CAINSS2016. O ato foi reforçados por militantes da FENASPS e apoio de estrutura do SindiSep. Veja fotos aqui.

Retomada do debate sobre carreira é ratificado pela Plenária Nacional de 11 de março


1
 2










Uma das propostas apresentadas na Plenária Nacional desse domingo, 11, foi para que fosse feito um parecer jurídico visando transformar os cargos do Seguro Social em cargos de nível superior. Proposta apresentada no encontro setorial, mas não discutida por solicitação do proponente e levada direto à Plenária Nacional. Como não houve acordo, foram feitas duas defesas e em seguida a votação e por maioria dos votos dos delegados presentes, com abstenções e declaração de votos, a proposta não foi aprovada. Em seguida foi aprovado:

11/03/18 Plenária da Fenasps aprova continuidade da luta contra as reformas e pelo atendimento das reivindicações do Seguro e Seguridade


1
 2















Cerca de 150 trabalhadores do Seguro Social (INSS), Seguridade Social (Carreira da Previdência, Saúde e Trabalho - CPST) e Anvisa, representando todas as regiões do país, marcaram presença na Plenária Nacional da Fenasps, a primeira de 2018, realizada nesse domingo, 11 de março. 

Os participantes do evento, dentre outros pontos, aprovaram resolução para encaminhar aos candidatos que defendem as reivindicações dos trabalhadores para serem apresentadas como plataforma nos debates que ocorreram, diante da conjuntura adversa de um governo corrupto e golpista, que destruiu os direitos trabalhistas, acelerou o desmonte dos serviços públicos congelando gastos públicos e os salários dos servidores por 20 anos.

7/3/18 Novamente, Fenasps marca posição no CGNAD em defesa dos trabalhadores do INSS



1
 2















Nesta quarta-feira, 7 de março, o Comitê Gestor Nacional de Avaliação de Desempenho (CGNAD) reuniu-se extraordinariamente, sendo que os trabalhos iniciaram com a apresentação de novas métricas de aferição referente à parte institucional da gratificação de desempenho. Dentre estes indicadores, foram apresentadas duas novas métricas de aferição elaboradas por um grupo alheio ao CGNAD, formado por servidores representantes da Direção Central. Representaram a Fenasps Ana Avalone Dreher (RS), Moacir Lopes (PR) e Magali Pontes (SP).

A proposta apresentada foi de realizar estudos destes indicadores ao longo dos próximos dois ciclos com a finalidade de avaliar a viabilidade de aplicação de forma a contemplar a visão do cidadão e também a realidade dos servidores. A saber:
  • ÍNDICE 1: IMA/GDASS propriamente dito;
  • ÍNDICE 2: Índice proposto pelo GT instituído pela Portaria MDS nº302/2017 (clique na imagem para ampliar):

segunda-feira, 12 de março de 2018

Plano Plurianual de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho 2018 - 2021

O Plano Plurianual de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho - PPA-SQVT (2018-2021) é o instrumento de planejamento de médio prazo das ações de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho no Instituto Nacional do Seguro Social - INSS.
Os servidores com deficiência demandaram a Fenasps cobrar a aplicação do plano na planária de 11/03/2018.



sábado, 10 de março de 2018

Justiça Social no mundo, o INSS também faz!

Em novembro de 2010, fui convocado para auxiliar na elaboração e tradução dos formulários utilizados hoje no Acordo Brasil / Alemanha. Os formulários alemães fazem menção aos sobreviventes do Holocausto. 

Perguntei à delegação alemã como deveríamos proceder se houvesse no Brasil pessoas em tais circunstâncias. Eles foram enfáticos em afirmar que não havia no Brasil pessoas nessas condições e, mesmo que houvesse, já teriam sido ressarcidas pelo estado alemão. Ao que repliquei: "Mas se houver somente UMA pessoa nessa condição, o que devemos fazer?" E assim nos instruíram acerca dos trâmites. 
Em 01.05.2018 o Acordo com a República Federal da Alemanha completará 5 anos de vigência. 

QUATRO sobreviventes do Holocausto foram reconhecidos como tais na vigência do Acordo. 2 deles sobreviventes de Auschwitz, um de Mauthausen e uma senhora sobrevivente de Buchenwald. 

8/3/18 FENASPS: Audiência com presidente do INSS é adiada para dia 3 de abril

A Fenasps teria uma agenda com o presidente do INSS, Francisco Lopes, na tarde dessa quinta-feira, 8 de março. Entretanto, a mesma teve que ser adiada para o dia 3 de abril pois o presidente não pôde comparecer, já que foi convocado, em regime de urgência, para uma reunião na Casa Civil. 
Ainda assim, foi realizada uma conversa informal com os diretores do INSS presentes. Vale ressaltar que a FENASPS vai solicitar, via ofício, a suspensão dos 18° e 19° ciclos da GDASS. 

A audiência foi marcada para tratar da pauta de reivindicação prevista no Ofício Fenasps n° 33/2018, dentre outros assuntos da carreira do Seguro Social. Confira aqui sua íntegra.

Campanha Salarial 2018: Fenasps e entidades dos SPFs dão pontapé inicial nas negociações com Planejamento


1Após o lançamento da Campanha Salarial 2018 dos Servidores Públicos Federais (SPFs), ficou agendada uma reunião do FONASEFE e FONACATE na Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) do Planejamento, ocorrida nesta sexta-feira, 2 de março. Representaram a Fenasps os diretores Moacir Lopes (PR) e Laurizete Gusmão (DF).

Os representantes dos fóruns dos servidores, após a abertura da reunião por parte do coordenador-geral de Negociação Sindical no Serviço Público (CGNSP), José Borges Carvalho Filho, e o Secretário de Gestão de Pessoas do Planejamento (SGP/MPDG) Augusto Akira Chiba, iniciaram fazendo uma reclamação pela falta de abertura de negociação nos últimos dois anos e fizeram apresentação da pauta prioritária definida na reunião do dia anterior:

quinta-feira, 8 de março de 2018

Ódio como estratégia: 3 mil ameaçando 30 mil.

Hoje, 08/03/18, vários áudios dos diretores da Associação dos Médicos viralizaram nas redes sociais, e não foram áudios do dia internacional da mulher.

Os áudios de dois diretores desta Associação  orientam os Médicos Peritos a responsabilizar e criminalizar servidores “administrativos”, gerentes, chefes de benefício e supervisores de APS pelos problemas de fluxo de atendimento e problemas nos sistemas do INSS, o qual o mesmo chama de “boicote escrachado”.

Em um dos áudios o assédio moral é explícito contra os servidores do INSS nas APS: “se assim comprovado, eles serão exonerados da função e assim instaurado PAD [Processo Administrativo Disciplinar] por determinação do Gabinete do Ministro [MDS]”.

Eu Servidora

Seria ótimo se aproveitássemos a noite desse 08 de março, para refletirmos sobre cada pequeno posicionamento do cotidiano que expressa o desrespeito a mulher:
Quando uma segurada traz o seu bebê e nos irritamos por que a criança não para de chorar;
Quando questionamos por que a requerente teve tantos filhos;
Quando levantamos os olhos ao saber que a colega apresentou outro atestado de acompanhamento;
Quando julgamos uma mulher pela sua aparência, pela maneira como ela se veste ou como ela usa o cabelo;

8M - #DiaInternacionalDaMulher, por Thaize Antunes

Dia 08 de Março não é dia de comemoração, é de dia de luta!

É dia de protestar contra esse sistema que oprime e mata as mulheres todos os dias;

É dia de expor as opressões e agressões que enfrentamos diariamente;

Por isso:

Não quero flores, quero respeito;

8M - #DiaInternacionalDaMulher, por Ludimilla Teixeira

Comemorar o Dia Internacional da Mulher? 

NÃO! Esta data não é comemorativa e sim reflexiva, porque nós mulheres ainda temos muito que lutar pelo reconhecimento dos nossos direitos e igualdade dos gêneros. 

Ainda somos massacradas pelo machismo, pela violência sexual e misoginia em geral, ainda recebemos menores salários, somos discriminadas no mercado de trabalho por ter direito a licença maternidade, como se ninguém precisasse de uma mãe pra vir ao mundo. Somos censuradas por amamentar nossa cria em público, sofremos violência doméstica, violência moral, somos chamadas de putas e vadias por coisas que só homem tem permissão para fazer. 

terça-feira, 6 de março de 2018

Serviço público: entre a eficácia social e a eficiência econômica (pela Carta Capital)

Serviço público: entre a eficácia social e a eficiência econômica
Marcelo Camargo/Agência Brasil
por Ulysses Ferraz de Camargo Filho* — pela Carta Capital
O atendimento à sociedade exige universalização e igualdade, não diferenciação e lucratividade




"Embora o mercado tenha-se tornado exemplo popular para a reforma do setor público, este não deve ter na eficiência seu valor fundamental, e sim estar preocupado com a eficácia e a accoutability." (Guy Peters e Jon Pierre, Administração Pública). 

A diferença fundamental entre a prestação de um serviço público e um serviço do setor privado é que o primeiro segue a lógica da igualdade e da universalidade, enquanto o segundo orienta suas ações segundo objetivos de diferenciação e lucratividade.

segunda-feira, 5 de março de 2018

MOÇÃO DE APOIO E SOLIDARIEDADE À COMPANHEIRA VIVIANE PERES, TRABALHADORA DO INSS



MOÇÃO DE REPÚDIO DO SINDPREVS/PR,À PERSEGUIÇÃO SOFRIDA PELA DIRETORA DA FENASPS.
A Diretoria Colegiada da FENASPS, por meio desta moção, vem externar seu mais veemente REPÚDIO à exoneração da servidora do INSS, Viviane Peres, do cargo de Responsável Técnica da Gerência Executiva de Londrina (PR). A servidora Viviane compõe a diretoria Colegiada da FENASPS, CRESS/PR e é membro da Comissão Nacional dos Assistentes Sociais (CNASF) da FENASPS.

Atitudes como esta só reforçam uma prática nefasta de gestores do INSS que não respeitam quem luta pelos direitos da classe trabalhadora. É importante registrar que tais condutas se configuram em uma ação autoritária por parte da Diretoria de Saúde do Trabalhador (DIRSAT) do instituto, e uma perseguição inaceitável às trabalhadoras e aos trabalhadores do Serviço Social.

domingo, 4 de março de 2018

O significado da greve das mulheres neste 8 de março

Por Cinzia Arruzza e Tithi Bhattacharya.

Leia também a convocatória “Por uma greve internacional militante no 8 de março“.
Organizações feministas, populares e socialistas de todo o mundo convocaram uma greve internacional das mulheres no 8 de março para defender os direitos reprodutivos e contra a violência, entendida como a violência econômica, institucional e interpessoal.

A greve ocorrerá em pelo menos quarenta países e será o primeiro dia internacionalmente coordenado de protesto em escala tão grande depois de anos. Em termos de tamanho e diversidade de organizações e países envolvidos, será comparável às manifestações internacionais contra o ataque imperialista ao Iraque, em 2003, e os protestos internacionais coordenados sob a bandeira do Fórum Social Mundial e do movimento de justiça global no início dos anos 2000.

Fenasps em defesa dos direitos das mulheres!


1O dia 8 de Março é uma data histórica, que representa a luta e resistência das mulheres em defesa de seus direitos; o marco dessa data está ligado à greve das operárias têxteis em 1857, que paralisaram suas atividades e foram duramente reprimidas. Ao longo de centenas de anos, as mulheres protagonizaram importantes conquistas pelo reconhecimento de sua condição humana. No entanto, muitas demandas ainda necessitam ser materializadas.

No mundo do trabalho, os elementos patriarcais ainda são estruturantes; e as mulheres são expostas frequentemente a uma dupla exploração da sua força. A divisão sexual do trabalho, em que elas assumem grande parte dos afazeres domésticos, faz com que elas tenham mais dificuldade de acessar o mercado formal e, portanto, mais dificuldades de acumular os 15 anos de contribuição para aposentadoria por idade. Sendo assim, as regras atuais já são excludentes.

sábado, 3 de março de 2018

Uma ótima matéria da Globo sobre a falta de funcionários

Recebemos a dica de uma matéria muito boa, feita pela Globo em Alagoas, veja o vídeo com título: 

Falta de servidores compromete atendimento nas agências do INSS e revolta usuários em Maceió

sexta-feira, 2 de março de 2018

Novo Fluxo de Atendimento para Manutenção de benefícios

Indo no caminho de tudo ser agendado, o INSS faz um piloto em algumas Gex's, alterando o Fluxo de  Atendimento dos  Serviços  de  Manutenção  (Benefícios), que saem do espontâneo e serão exclusivamente agendados.

TRABALHADORES (AS) DO SERVIÇO SOCIAL DO INSS TÊM REIVINDICAÇÃO ATENDIDA!


Na data de 1° de março de 2018, foi publicada a RESOLUÇÃO Nº 632 /PRES/INSS, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2018 (VEJA AQUI), que Institui o Sistema Gerenciador de Tarefas – GET- módulo Serviço Social, reivindicação essa objeto de mesas de reunião na Direção Central do INSS, em que os profissionais desse serviço previdenciário exigiam revogação da Resolução nº 595 que Instituiu o “Santos”, sistema esse que foi imposto sem a participação dos profissionais e tecnicamente inferior ao GET, uma vez que se limitava à quantificação das atividades do Serviço Social a partir de alimentação manual, superficial e distorcida.

Essa medida não respeitou o processo de construção do GET Serviço Social, que contou com a contribuição ativa de assistentes sociais ao longo de três anos, por meio dos seus representantes das cinco Superintendências que compunham GT Nacional e de assistentes sociais dos GTs Regionais (GEX/APS). Ademais, ao decorrer dos trabalhos foram realizadas diversas reuniões presenciais, videoconferências e pequenos projetos pilotos em várias Gerências Executivas (GEX), inclusive com a participação dos técnicos da DIRBEN, DIRAT e DATAPREV (responsáveis pelo desenvolvimento do GET Serviço Social).

Cada um por si e o interesse público que se exploda!

A entrega do resultado da perícia (CRER) ou informação do resultado nunca foi objeto de tanta atenção.


A DIRSAT, por memorando conjunto, estabeleceu que: Fica vedada a disponibilização da Comunicação do Resultado de Requerimento (CRER) e qualquer informação sobre a conclusão da perícia médica nas APS. No item 11.1 do seu memorando.

Então o presidente, via Memorando Circular, afirma que podemos informar ao segurado (suspende o item 11.1).

Logo depois o Ministro via ofício Circurlar, diz que continua VEDADO.

E pra completar, o Presidente

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

APS OSASCO: DESDOBRAMENTOS


Em decorrência dos problemas ocorridos na APS OSASCO já noticiados nesse blog (VEJA AQUI), a FENASPS encaminhou ofício para o INSS, MDS, CDHM, CDH, veja abaixo.

O fato também foi tema de reunião realizada em 23/02/2018 na Superintendência do INSS de São Paulo (VEJA AQUI) na reunião foi destacado que esta em curso "providências junto à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, Corregedoria da Polícia Militar e Procuradoria Federal para apuração do ocorrido e responsabilização dos envolvidos, para que a situação não volte a se repetir", estiveram presentes na reunião representantes de servidores (as) da APS Osasco, SINSPREV/SP e FENASPS, na ocasião além de tratar dos fatos  em 20/02/2018 foram apresentados outros problemas. 

O assunto também foi mencionado em Audiência Pública no Senado em 22/02/2018 na minutagem 2:33:55 até 2:34:45 ( VEJA AQUI).


sábado, 24 de fevereiro de 2018

Deu a louca na DC

Como já não bastasse todos os ataques que a nossa categoria vem sofrendo nos últimos tempos, uma Diretoria do INSS decidiu nos brindar com outro memo pérola que de tão surreal parece até piada e nem precisa ser resumindo:

"Tendo em vista a necessidade de atendermos à solicitação recorrente dos servidores no que tange a realização de Reuniões Mensais, nas Agências da Previdência Social, com o objetivo de possibilitar a uniformização de procedimentos, fortalecimento da comunicação e, por conseguinte a melhoria no atendimento ao cidadão.

Informamos que as Reuniões Mensais estão suspensas e que nova proposta de Reuniões Institucionais Mensais, será estruturada e regulamentada oportunamente."

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Dia Nacional de Luta: trabalhadores organizados mostram sua força em manifestações contra a Reforma da Previdência


1Fonte:FENASPS
As entidades convocaram, e a classe trabalhadora foi às ruas mais uma vez!
Nessa segunda-feira, 19 de fevereiro, milhares de trabalhadores do funcionalismo público, da iniciativa privada, das cidades e do campo, além de militantes de diversos movimentos sociais e estudantis ocuparam as ruas para dizer “não” à Reforma da Previdência e aos ataques do governo Temer. A intervenção militar no Rio de Janeiro também foi repudiada nas manifestações desta segunda, 19.

Fenasps oficia Presidente do INSS sobre o REAT e manda recado!


Fenasps oficia Presidência do INSS requerendo esclarecimentos sobre boatos de fim do REAT. No mesmo ofício, alerta Presidência do INSS que a categoria não aceitará passivamente qualquer medida que venha a prejudicá-los.

FENASPS e entidades dos SPFs lançam Campanha Salarial 2018 e protocolam pauta conjunta no Planejamento



5
Seguindo o calendário aprovado na reunião ampliada realizada em 3 de fevereiro, a Fenasps e demais entidades do Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) realizaram ato, nessa segunda-feira, 19, em frente ao bloco K do Ministério do Planejamento, em Brasília, para marcar o lançamento da Campanha Salarial 2018.
   Nas falas dos dirigentes sindicais, a tônica foi para que as entidades se unam na defesa dos direitos e conquistas dos trabalhadores, diante da perspectiva de cada vez mais ataques do governo Temer ao funcionalismo público.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

NO SUFOCO PARTE III: POLÍCIA MILITAR INVADE APS DE OSASCO E AGE COM TRUCULÊNCIA CONTRA TRABALHADORES


Em 20 de fevereiro de 2018 a Agência da Previdência Social de Osasco/SP teve suas dependências invadidas pela Polícia Militar que agiu de forma truculenta, violenta, despreparada e ilegal. Ocorre que por volta das 11:00 da manhã, os sistemas corporativos estavam interrompidos por problemas da operadora Vivo, mediante  tal situação  foi informada aos segurados presentes da necessidade  de reagendamento dos serviços agendáveis, bem como o retorno no dia seguinte de atendimento espontâneo.

REIVINDICAÇÕES DOS (AS) TRABALHADORAS (RES) DA CARREIRA DO SEGURO SOCIAL



FENASPS protocola ofício na Direção Central do INSS, cobrando Reivindicações dos (as) trabalhadoras (res) da Carreira do Seguro Social até o presente não atendido – como:


  • não cumprimento do Acordo de Greve de 2015 com a efetivação do Comitê Gestor da Carreira e insalubridade;
  • devolução dos descontos dos dias de paralisação ocorridos em 2017 e tratamento isonômico em relação à greve dos médicos peritos de 2015;
  • criação de um grupo de trabalho para aprofundar a discussão e alinhar os procedimentos em torno da implantação do INSS Digital, visto que até o momento não resolveu os problemas estruturais, causando acúmulo de trabalho e o aumento do acervo em várias APS do Brasil;
  • Adicional de Qualificação (AQ) e a construção de uma carreira que de fato prestigie o trabalho dos(as) servidores(as) na medida de sua complexidade e função social;
  • solução aos problemas relacionados aos serviços previdenciários Serviço Social e Reabilitação Profissional;
  • expansão do REAT;
  • necessidade de alinhar fluxos e processos de trabalho para melhoria da qualidade de atendimento, com a valorização dos servidores(as), bem como o retorno do valor das  gratificações das chefias técnicas nas APS;

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

PASSADO O CARNAVAL - VOLTEMOS AO SUFOCO DO INSS .....


PASSADO O CARNAVAL  - VOLTEMOS AO SUFOCO DO INSS..... Nas mídias sociais servidores(as) do INSS vem denunciando o aumento alarmante do atendimento espontâneo nas Agências da Previdência Social, atendimento esse de orientações, entrega de comprovantes, manutenção de benefícios, entre outros. Não é de hoje que a gestão do INSS não possui política ou gestão para esses serviços, e consequentemente prejudica a população que às vezes espera horas e horas para conseguir um extrato de CNIS, sobrecarregando os(as) trabalhadores(as)    que estão em seu limite:  A POSSIBILIDADE DE UM SURTO PSICÓTICO E ADOECIMENTO É REAL. Alia-se a questão a falta de servidores(as) já denunciada na grande mídia (VEJA AQUI). 

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Trabalhadores aprovam Dia Nacional de Luta em 19 de fevereiro contra a reforma da Previdência, preparando a Greve Geral


2Por todo o país, os trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada, bem como associações de classe, religiosas e da sociedade civil organizada aprovaram que 19 de fevereiro será o Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência.

A FENASPS participou da reunião ampliada do FONASEFE/FONACATE, realizada nos dias 3 e 4 de fevereiro, na qual foi aprovada a mobilização para construção da luta em 19 de fevereiro, recomendando-se que seja feita PRESSÃO TOTAL sobre os deputados e senadores em suas bases eleitorais, eventos públicos, residências, enfim, independentemente dos locais onde se encontrem.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Se não leu o memo de hoje, não leia

Se você não leu o Memorando 3, de hoje, não leia. É outra forma de ler o memorando 4, ambos abaixo.



Esse é apenas mais um exemplo de como questões fundamentais tem sido conduzidas no INSS, no MDS, na Casa Civil e sua Associação, afinal, temos agora muitos "gestores" no INSS.

Longe de representar um ganho, afinal há mais envolvidos, apenas se vê aprofundar a falta de planejamento, de construção conjunta de ações e, especialmente, de salvaguarda do interesse público.

A instituição se afasta, cada vez mais, da defesa dos direitos dos cidadãos e transforma-se num campo de batalha político em que uma corporação/Ministério e um partido político/autarquia, se digladiam na disputa pelo poder.


Enquanto isso, seguimos à deriva, imersos em um caos crescente.

Em reunião ampliada, Fenasps e Fonasefe/Fonacate aprovam plano de lutas para o próximo período

1
Para fazer frente aos ataques que a classe trabalhadora vem sofrendo por parte do governo ilegítimo, a FENASPS e o Fórum dos Servidores Federais aprovaram orientação para todas as categorias do Funcionalismo Público a realizarem fóruns de base e assembleias unificadas dos Servidores Públicos Federais preparando a GREVE GERAL dia 19 de fevereiro contra a Reforma da Previdência Social.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

CONTINUAR A LUTA E MANTER A RESISTÊNCIA!!

 



O ano de 2017 foi um período de diversas lutas travadas pelo conjunto das/os trabalhadoras/es brasileiras/os contra as nefastas “reformas” trabalhista e previdenciária do governo Temer e seus aliados, as quais possuem como principal objetivo garantir a acumulação capitalista e recuperar a taxa ascendente de lucros em um cenário de crise estrutural do capital no Brasil e no mundo. E, para isso, são os nossos direitos e as políticas sociais que estão em jogo.  Neste mesmo ano importantes manifestações foram realizadas em todo o país, a exemplo dos dias 08/03; 15/03; 31/03; 28/04; 30/06. Estas manifestações colaboraram para barrar a mais importante das “reformas” para os capitalistas, ou seja, a contrarreforma da previdência social, a qual entrará na pauta do Congresso burguês mais uma vez, neste primeiro semestre de 2018, sendo imperativo MANTER A RESISTÊNCIA!!



No INSS o ano de 2017 foi um dos piores para as/os trabalhadoras/es da carreira do seguro social, a autarquia iniciou uma série de ações administrativas, com um conjunto de legislações que alterou as regras de alguns benefícios previdenciários e assistenciais, promovendo a restrição de acesso aos direitos das/os trabalhadoras/es filiados ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS), bem como, aos demais usuários do INSS. 


sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Empregados da Funpresp fazem paralisação por mais transparência e melhor gestão



Nesta quinta-feira (01/02), o quadro efetivo da Funpresp-Exe está em paralisado reivindicando mais transparência e melhor gestão da entidade. O movimento teve início depois que uma empregada da Funpresp sofreu graves retaliações por sugerir a criação de uma ouvidoria interna no fundo. Entre outros pontos, os empregados reclamam da quantidade de comissionados, da desobediência do teto constitucional e da conduta antissindical da diretoria, que retirou funções dos empregados que representavam as pautas dos trabalhadores.

INSS no JN; o mundo ideal e o real

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E AS ESTATÍSTICAS DE MORTALIDADE – UM DEBATE A DESVENDAR!

AILTON MARQUES DE VASCONCELOS[i]
Introdução


As denominadas tábuas[1] completas de mortalidade[2] por sexo e idade, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE,  permitem “que se conheçam os níveis e padrões de mortalidade da população e tem sido usada como um dos parâmetros necessários na determinação do chamado fator previdenciário para os cálculos dos valores relativos às aposentadorias dos trabalhadores que estão sob o Regime Geral da Previdência Social.” (IBGE, 2016)


Tem-se como objetivo problematizar as diferentes expectativas de vida no país e como o método de análise estatístico utilizado pelo IBGE evidencia essas diferenças, e como a consideração regional dessa expectativa de vida seria importante para a realidade brasileira, tendo em vista o cenário social e político brasileiro no auge do debate sobre o projeto de reforma da previdência brasileira.

#TENTATIVA E ERRO#

Em tempo de modificações significativas da perícia médica do INSS, alguns falaram até em alforria do setor administrativo, ignorando o fato que a escassez de funcionários é um problema urgente que afeta todo o órgão; bastar ver as mais de 300 aposentadorias ontem, que se repetiu hoje no DOU.

Os servidores do INSS sentem-se perdidos em meio às orientações, que chegam sempre após o fato consumado (e as broncas dos segurados).

No dia 30/01/2018 fomos agraciados com o Memorando-Circular Conjunto nº 5 /DIRSAT/DIRBEN/DIRAT/INSS, sobre a disponibilização da versão 13.02.00 do SABI. Aquela mesmo que inverteu o fluxo, deixando as pendências administrativas para serem tratadas após a perícia médica.

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

O GRANDE ESCÁRNIO NACIONAL COM O PROCEDIMENTO MÉDICO PERICIAL: PGAMP


Quem me conhece, sabe que sou avesso a qualquer forma usurpadora e oportunista de se dar bem a qualquer custo para ficar "bem na foto" aos olhos dos outros. 


Pois bem, sou servidor público concursado do INSS como perito médico desde 2005 e, desde lá, sempre lutei por melhorias de condições de trabalho para o nosso pleno exercício de um atendimento médico durante as perícias médicas do INSS de muita qualidade e excelência ao cidadão brasileiro. 

Se não houver extensão de prazo de opção, a Fenasps ingressará com ação para garantir os direitos dos peculistas do plano Viva Previdência

1A VIVA – empresa de previdência privada nos moldes do mercado – nasceu de uma metamorfose ocorrida após a intervenção que o governo fez na GEAP, no ano de 2013, após a recusa dos conselheiros eleitos da época aprovarem a indicação de um Diretor Executivo, que era acusado de corrupção, pelo ex-deputado Paulo Maluf (atualmente preso).

Ao longo da intervenção realizada pela Previc, o governo forçou a segregação dos negócios da Geap. A partir daí, os planos de saúde ficaram com a Geap/Saúde e o Plano de Pecúlio da GEAP e foi transformado na empresa de Previdência Vivaprev, para administrar o Pecúlio e o Geaprev. Como o governo não tinha uma definição de como se enquadraria o Pecúlio dentro da legislação, o período de intervenção foi o maior já efetivado na Fundação Geap.

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Sem servidores, INSS pode fechar agências no Rio

Estudo mostra que grande parte dos funcionários está em condições de aposentar

Por MARTHA IMENES 

Rio - Não bastasse ter que amargar uma longa espera para conseguir atendimento nos postos do INSS - a média de agendamento varia de quatro a seis meses, segundo levantamento feito pelo DIA -, os segurados podem ter que enfrentar mais um cenário caótico: o fechamento de unidades por falta de servidores. Nota técnica do instituto aponta que em todo país existem 1.613 postos. Destes, 321 têm de 50% a 100% do quadro de pessoal em condições de se aposentar. No Rio, as gerências executivas Centro e Norte, que concentram 29 agências da Previdência Social da capital, trabalham com 30% e 40%, respectivamente, da capacidade, segundo informou uma fonte do instituto.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Fenasps trata de REAT, Carreira, terceirizações, concurso público e demandas do Serviço Social em reunião com presidente do INSS nesta quinta, 25

RELATÓRIO DA AUDIÊNCIA COM PRESIDENTE DO INSS - 25 DE JANEIRO DE 2018


2
Pauta:  Resposta às reivindicações apresentadas nas reuniões anteriores

Presentes
INSS: Francisco P.S Lopes, presidente do INSS; Ilton Jose Fernandes, diretor de Atendimento; Alessandro Ribeiro, diretor de Benefícios; Alexandre Guimarães, diretor de Gestão de Pessoas; Paulo Osório, Assessor de Comunicação; Oliveiros Silva Mendes Junior, coordenador de Desenvolvimento da Carreira; Anelisia (DOUP) e Gabriela Assunção (coordenadora de Desenvolvimento de Carreira e Educação).

FENASPS: Alessandra Oville Couto (SC); Rita de Cassia Assis (SP); Thaize Chagas Antunes (SP); Viviane Aparecida (PR); Magali Pontes (SP); Poliana Flávia de Campos (SP); Laurizete Gusmão (DF); Moacir Lopes (PR); Daniel Emmanuel (RS); Ailton Vasconcelos (SP); Eduardo Aparecido (SP); Luciano Wolffenbuttel Veras (SC); Fausto Mora Schneider (RS) e Mauro Oliveira Mota (GO).